Castelo Errante

by Guilherme da Luz

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €5 EUR  or more

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.

about

CASTELO ERRANTE
- Acordo neste Espaço apaziguador de outras viagens, um vazio acolhedor de uma infinita viagem pela Eternidade.
- O som da viagem...
O silêncio na escuridão translucida do imóvel deslizar do veículo de pedra pelos espaços Siderais.
E eu solitário no espaço do meu veículo físico, percorro espaços ocos do castelo errante pelos Espaços Cósmicos.
- Contemplando a infinita vastidão através da janela da torre intermédia, apercebo me de subtis linhas evanescentes como que apontando insistentemente para um misterioso Supremo desígnio de soalheiros planos superiores a serem atingidos sem razão aparente, para além de uma irresistível atracção ascendente.
- Nesta altura já o meu veículo fortificado viajava determinado para.... cima de tudo, indo ao encontro de uma correria desenfreada de variados e não menos curiosos outros veículos.
Desci à capela, deitei me no chão em cruz e deixei me ir em ecos desdobrados de tempo longínquo.
- Entretanto iam chegando miriades de seres perante... Ele... cada um mais diferente dos outros.
Robots pontiagudos vindos de lutas transfiguradas de várias personalidades.
Sacerdotes fecundados por aves do paraíso, secundados por anjos reciclados à força, guardiões do fecunda tório Monumental.
Falsas virgens, vulgo beatas, que anseiam perder a virgindade.
Todos em linha pedindo a Bênção ao supremo intermediário que tagiversava um discurso de uma atroz ignorância sublime.
E mais...
- Perante emergente hipocrisia ecoa um peido Cósmico em slow motion vindo de... Ele... Em todas as direcções como um vento nuclear, que até abanou as sentinelas do oratório e deixou todos os seres de joelhos, envidraçados, esganados, de boca aberta e olhos arregalados, mãos no ar com o mendinho semi curvado em sinal de crash global do sistema.
- Perante tanta bizarria pegada, levantei me do chão abraçando os joelhos, ficando em pé como uma mola. Desci à cripta instalei me na horizontal no veículo da morte, fechei os olhos e mergulhei no caos fecundo, contemplando a morte em forma de mulher de cabelos soltos ao vento estrelar.
- Desta vez não me escapei da morte com os costumeiros argumentos e defesas, simplesmente, irresistivelmente dirigi me a Ela...
Ao mesmo tempo que os seres esganados se derretiam num liquido verde pungente, escorrendo para os universos paralelos mais próximos.
E é então que sou levado numa dança voluptuosa com a Morte sem a conseguir tocar ou afastar me dela.
- Nesse instante o senhor do tempo liga o Mecanismo Celestial da ordem... "O que tem de ser tem muita força, no seu lugar graças a ..Ele..."
E a dança torna se alucinatória numa proximidade infinita entre corpos, entrando o veículo físico num alto estado vibratório, fazendo reverter parte do liquido esverdeado em seres esbugalhados, por sua vez e em regressão a únicos seres inocentes clamando por misericórdia.
- Acordo na capela do castelo, envolto numa névoa de lúgubre purpura, com a sensação de sonhar que estava a sonhar e a ténue recordação de bolas viscosas envoltas em purpurinas cintilantes.
- No meio do torpor abre se um portal de aspecto misterioso, tendo ao fundo o planeta Oriental, com miriades de seres levitando nos céus, num misto de anjos caídos e bruxas nas vassouras à luz da Lua.
- Novamente perante tal cenário Cósmico, recomeça aquela familiar vibração que acelera, desdobrando se de novo na mulher da morte, desta vez numa dança de Amor Total, amando se em espuma luminosa, num caleidoscópio de cores e sensações arrebatadoras, abrindo novas dimensões de Amor.
Condenado a ser livre, só e acompanhado, vivo e morto, viajando no Castelo Errante...
Por toda a Errante Eternidade*
G.

credits

released September 2, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Guilherme da Luz Lisbon, Portugal

I am an Eternal Traveller, searching my home and my destiny through sound and color. Allways dreaming (lucid) on distant lands. I play real synthesizers (mostly analog)and I don't use computers.

contact / help

Contact Guilherme da Luz

Streaming and
Download help